NA LAJE
Compre_aqui
especial-gambiarra-nacional_260_150

Últimas Notícias

NA LAJE

Abril 17, 2017 0 Comentarios BLOG DICAS TEATRAIS por Gambiarra
logo3

Musical Na Laje relembra o clima do pagode dos anos 90 no Teatro Viradalata.

No ápice dos anos 90, o pagode viveu o seu auge com diversas músicas e grupos. Com inspiração nessa atmosfera, o musical Na Laje estreia dia 10 de março às 21h no Teatro Viradalata. A montagem tem concepção e direção geral de Fezu Duarte e dramaturgia de Marcos Ferraz.

O elenco é formado por Diego Rodda, Fábio D’Arrochella, Fernando Fecchio, Juliana Romano, Paula Flaibann, Pedro Passari e Veridiana Toledo. A direção vocal e supervisão musical é de Ivan Parente, arranjos e direção musical de Crikka AmorimJuliana Sanches (coreografia) e Janice Rodrigues (sonoplastia e sonorização) completam a ficha técnica.

06._embaixa_nalaje_fevereiro_lilabatista_0086

O espetáculo é uma comédia romântica musical conduzida por canções do universo do pagode que fizeram sucesso nos anos 90. Apresenta personagens cativantes e os clássicos que estão na ponta da língua dos espectadores. Na Laje eleva o conceito de teatro a uma experiência musical, envolvendo todos em um clima de bar com amigos, já que o espectador conta com serviço de bar durante a encenação.

Lançando mão de recursos cênicos megalomaníacos, que satirizam os grandes musicais, a produção conta a história de um grupo de pessoas que vive na Cohab. Pimpolho (Diego Rodda) é um cara bem legal que quer levar sua vida simples, administrando seu boteco, tocando seu pagode com os amigos e casando com sua namorada, Tânia (Paula Flaibann). Contudo, o concurso de televisão nacionalmente conhecido como “A Garota da Laje” vai fazer uma seleção no bairro, algo que mudará a vida dos dois e da produtora do concurso Inara (Juliana Romano).

A diretora Fezu Duarte contou sobre os pilares que movem a peça. “O espetáculo traz a reflexão do público sobre a importância da música em nossas vidas, pegando carona na temática que resgata o espírito e os clássicos do samba e do pagode dos anos 90. A música brasileira, anda,permeia come e bebe como a antropofagia. O pagode é uma mistura para se obter uma nova sonoridade, livres de preconceitos, afinal a música brasileira é feita do povo para todos os povos”.

Clássicos de Negritude Júnior (Cohab City), Katinguelê (Lua Vai) e Art Popular(Pimpolho e Temporal) estão no repertório.

“A escolha da inserção das músicas partiu do autor (Marcos Ferraz) e da diretora (Fezu Duarte). Nos ensaios também aconteceram improvisações que trouxeram novas músicas para o repertório”, diz o supervisor musical Ivan Parente.

“O musical aborda, de forma leve e despretensiosa, a discussão do que é o bom gosto. Quem define o que é boa música? O pagode dos anos 90 vem com uma força popular muito grande porque é feito por gente majoritariamente das periferias, mas, como todo ritmo popular, primeiro ele é rejeitado pela elite intelectual para só depois ser absorvido pela classe média. A peça tem como objetivo fazer o público se divertir, cantar e sair feliz do teatro”, conta o autor Marcos Ferraz.

Ficha Técnica:
Concepção e Direção Geral: Fezu Duarte.
Autor: Marcos Ferraz.
Direção Musical: Ivan Parente.
Arranjos Musicais: Crikka Amorim.
Assistente Musical: Rogério Matias.
Desenho de Som: Bruno Reis e Janice Rodrigues.
Coreógrafa: Juliana Sanches.
Sonoplasta: Janice Rodrigues.
Figurinista: Fernando Fecchio.
Cenógrafo: Chicão Guerrero.
Luz: Sylvie Laila e Fezu Duarte.
Elenco: Diego Rodda, Eduardo Passari, Fábio D ́Arrochella, Fernando Fecchio, Juliana Romano, Paula Flaibann e Veridiana Toledo.
Direção de Produção: Fernanda Bianco e Guilherme Maturo.
Produtor Executivo: Rodrigo Castellucio.
Assessoria de Imprensa: Pombo Correio.
Produção e Comunicação: Elemento Cultural.

Serviço:
Teatro Viradalata – Rua Apinajés, 1387 – Sumaré, São Paulo - Sala Cabaré
Telefone: (11) 3868-2535
Temporada: De 10 de março a 28 de abril de 2017
Sextas às 21h
Preço: R$ 60,00 (inteira) R$ 30,00 (meia entrada)
Duração: 80 Minutos.
Classificação Etária: Livre.