HERMANAS SON LAS TETAS
Compre_aqui
Comemore
Galeria
Comemore
Casar

instagram face2 youtube

HERMANAS SON LAS TETAS

Outubro 19, 2015 0 Comentarios BLOG DICAS TEATRAIS por Gambiarra

Hermanas_Son_las_Tetas_-_Lauanda_Varone_e_Liza_Caetano_-_Foto_Abner_Felix.2

Irmãs rivais duelam em peça de diretor argentino:
Hermanas Son las Tetas, de Juan Manuel Tellategui 

“Imagine um ano na vida de duas irmãs. De crianças, foram meninas prodígio. Hoje, são obrigadas a conviver, dependendo uma da outra. Agora, imagine duas atrizes que representam confrontos ideológicos nos quais já não mais acreditam. Imagine que realidade e ficção se misturam, abrindo caminho ao 'entre'. A vida já não é do jeito que ela é, mas, sim, como se apresenta nos sonhos...”


O embate entre duas irmãs atrizes de personalidades opostas e que precisam conviver diariamente é o pano de fundo de Hermanas Son las Tetas. A peça é escrita e dirigida pelo artista argentino Juan Manuel Tellategui, radicado em São Paulo desde 2011. A obra dá início à celebração de seus 20 anos de carreira e estreia em 2 de outubro de 2015; com sessões sexta e sábado, 21h30, e domingo, 18h, entre 2/10/2015 e 25/10/2015, na SP Escola de Teatro (praça Roosevelt, 210, São Paulo, tel. 11 3775-8600), com ingressos a preço popular: R$ 20 a inteira e R$ 10 a meia-entrada. 

A encenação é protagonizada pelas atrizes brasileiras Lauanda Varone e Liza Caetano, que dão vida às irmãs Angustias e Magdalena, que foram meninas prodígio. Só que a glória ficou no passado. Restam apenas lembranças e a obrigação de se suportarem. "Magdalena é altiva, onipotente e onipresente. Ou como ela diria: poderosa e gloriosa — ao menos é como ela se vê", conta Liza Caetano. "Angustias é o lado racional das hermanas, é aquela que pensa nos termos práticos da arte, que escreve o edital, que conceitua as loucuras artísticas da irmã. Enquanto Magdalena  experimenta com o corpo, Angustias deixa aflorar seu intelecto", revela Lauanda Varone.

Sobre o autor e diretor, Lauanda declara: "Juan é sagaz, tem um humor peculiar, que é nítido nele como ator, e, como diretor e dramaturgo, ficou evidenciado. É daqueles que falam verdades e seguem com uma gargalhada. E é exigente, sempre quer o melhor". Ao que Liza complementa: "Estudamos juntos e já admirava sua forma de pensamento. Ele tem um jeito muito singular de enxergar as coisas. Juan é querido e majestoso".

O diretor aponta que olhares múltiplos pontuam sua peça. "A equipe é feita de gente sensível, cada um com sua trajetória, mas todos querendo estabelecer diálogo. A peça tem várias camadas de leituras. O espectador poderá acessá-las a partir de suas próprias referências; e mesmo quem não as possua poderá dialogar a partir da experiência concreta que a peça propõe", diz Tellategui.

A obra conta com participação especial de 12 perfomers convidados, um em cada sessão, e de nove artistas que gravaram suas vozes em off, entre eles Rodolfo García Vázquez, André Latorre e Zécarlos de Andrade.

O processo criativo da peça foi colaborativo. Na pesquisa se abordou a sobreposição de estilos teatrais. Lauanda Varone e Liza Caetano contribuíram com suas experiências e visões de mundo. Entre os materiais que impulsionaram a criação estão o pensador alemão Hans Lehmann, o dramaturgo russo Anton Tchekhov, o cineasta espanhol Pedro Almodóvar, o diretor  estadunidense Robert Aldrich e elementos da cultura pop. A peça traz à tona problemáticas atuais, como a falta de água e as formas de produção artística. 

Intercâmbio latino-americano

Hermanas Son las Tetas é a primeira peça escrita e dirigida por Juan Manuel Tellategui no Brasil com Las Tetas Cia. de Teatro, surgida em 2015. Ao lado de jovens artistas, o grupo pesquisa novas formas de fazer teatral, entrelaçando os teatros brasileiro e argentino, em um intercâmbio cultural, teatral latino-americano, de formas híbridas, no qual o foco é o diálogo com o espectador. 

Juan Manuel Tellategui: 20 anos de carreira, de Buenos Aires a São Paulo

Hermanas Son las Tetas marca o início das comemorações dos 20 anos de carreira de Juan Manuel Tellategui, artista do teatro e do cinema radicado em São Paulo desde 2011. Dentro do pacote comemorativo,  ele planeja outros dois espetáculos para 2016. Juan, que completa 35 anos em 24 de novembro de 2015,  começou nos palcos aos 15 anos, em Zárate, sua cidade natal na Província de Buenos Aires.

Aos 20, mudou-se para Buenos Aires, onde viveu dez anos e fez obras que marcaram o teatro portenho. Foi chamado de "um intérprete potente e generoso" pelo jornal La Nación, o mais tradicional da imprensa argentina, por sua atuação na peça Frágil, sucesso em Buenos Aires.  Ainda na Argentina, atuou em papéis centrais de filmes como Puto, Las Pistas e Pompeya. 

Aos 30 anos, passou a viver em São Paulo, onde estudou com importantes mestres do teatro brasileiro, como Zé Renato, Francisco Medeiros, Ivam Cabral, Rodolfo García Vázquez, Ingrid Koudela e Tiche Vianna. 

É licenciado em teatro pela Faculdade Paulista de Artes (FPA) e Instituto Universitário Nacional de Artes (IUNA) de Buenos Aires, além de ter se formado em Atuação na SP Escola de Teatro. Em São Paulo, atuou nas peças América Vizinha, Hairspray - O  Musical e Cabaret - O Musical. No cinema brasileiro, fez o longa Divã a 2, lançado no primeiro semestre de 2015.

SERVIÇO:
Hermanas Son las Tetas

Gênero: Teatro pós-dramático
Estreia:
 2/10/2015 (sexta-feira, 21h30)

Temporada: até 25/10/2015
Quando: Sexta e sábado, 21h30; domingo, 18h.
Duração: 50 minutos
Onde: SP Escola de Teatro (praça Franklin Roosevelt, 210, Consolação, metrô República, São Paulo, SP)
Capacidade: 45 lugares
Telefone: 0/xx/11 3775-8600
Quanto: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada)
Classificação etária: 12 anos

FICHA TÉCNICA:

Espetáculo: Hermanas Son las Tetas
Dramaturgia: Juan Manuel Tellategui
Direção: Juan Manuel Tellategui
Elenco: Lauanda Varone e Liza Caetano
Performers convidados: Rodrigo Sampaio, Will Nygma, Natã Queiroz, André Lino e Anita Lino, Régis Schazzitt, Dan Oli, Eloy Nunes, Ge de Lima, Sávio Andrade, Alphio Solar, Andrew Persí e Zé Alberto Martins
Vozes em off: Dione Leal, Gustavo Ferreira, Joaquim Gama e Rodolfo García Vázquez; André Latorre, Lucimar De Santana, Marina T. Francisco, Mauricio Mangini, Zécarlos De Andrade
Gravação das vozes em off: Renato Navarro e Juan Manuel Tellategui
Locução de abertura: Diego Herrera
Figurino e Cenografia: Las Tetas Cia. de Teatro
Sonoplastia: Juan Manuel Tellategui
Desenho de luz: Osvaldo Steavnv e Flávia Servidone
Operação de luz: Clara Caramez, Flávia Servidone, Osvaldo Steavnv e Warllem Martins
Fotos de cena: Eduardo Enomoto
Fotos de estúdio: Abner Felix
Fotos ensaio Memorial: Miguel Arcanjo Prado
Teasers: Abner Felix
Assessoria de imprensa: Adriana Balsanelli e Miguel Arcanjo Prado

Contatos para imprensa:
Adriana Balsanelli: 11 99245-4138
Miguel Arcanjo Prado: 11 96048-1169Hermanas_Son_las_Tetas_-_Lauanda_Varone_e_Liza_Caetano_-_Foto_Eduardo_Enomoto.5